Fetec homenageia Sebastião Cardozo, vice-presidente da CUT-SP que morreu em março

Lembrança ocorreu durante conferência da entidade, já presidida pelo dirigente

Escrito por: Fetec/CUT-SP • Publicado em: 17/07/2017 - 12:25 Escrito por: Fetec/CUT-SP Publicado em: 17/07/2017 - 12:25

Fetec/CUT-SP Vera Lúcia, esposa do Tião

A Federação dos Bancários da CUT de São Paulo (Fetec-CUT/SP), em sua 19ª conferência prestou homenagem ao seu ex-presidente, Sebastião Geraldo Cardozo (Tião), dando seu nome ao evento. “Tião foi uma pessoa muito importante na construção da nossa estratégia de luta e também para o fortalecimento da federação”, afirmou emocionada Aline Molina, presidenta da Fetec-CUT/SP.
 
O companheiro Tião faleceu em março de 2017, aos 58 anos, vítima de infarto, na cidade de São José do Rio Preto, no interior paulista. “Só posso dizer que ele foi um verdadeiro paizão para todos os companheiros”, disse João Cayres, secretário geral da CUT/SP.
 
Em sua trajetória de luta pela classe trabalhadora foi presidente do Sindicato dos Bancários de Araraquara por dois mandatos (1987-1990 e 1993-1996) e da Federação dos Bancários da CUT de São Paulo (Fetec-CUT/SP) por três gestões (2001-2009). Tião assumiu a presidência da CUT-SP em janeiro de 2009 e conduziu o processo de transição até a realização do 12º CECUT, quando foi eleito secretário Geral da CUT-SP para a gestão 2009/2012. No 13º CECUT, foi reeleito ao mesmo cargo e, no 14º CECUT, foi eleito à vice-presidência da CUT-SP para a gestão 2015-2019.

“O Tião nos deixou uma importante lição de que é preciso ter fraternidade com os companheiros. A disputa ideológica deve existir, mas acima de tudo deve existir respeito, fraternidade e muito bom humor”, lembrou Vagner Freitas, presidente nacional da CUT.
 
Os discursos foram todos em tons visivelmente emocionados e, muitas vezes, com lágrimas contidas. “Tive o prazer de acompanhar parte da trajetória do grande líder foi o Tião, que sempre esteve à disposição para a luta”, comentou Luiz Cláudio Marcolino, ex-deputado estadual.
 
Tião também foi homenageado com um filme apresentando momentos de sua trajetória frente da federação, o músico, Maurinho da Viola, tocou moda de viola, que o Tião tanto gostava. A família recebeu uma camisa do Corinthians, time do qual era torcedor fanático. “Agradeço a todos pela homenagem. Sei que o Tião continuará sempre presente no coração de todos”, concluiu entre lagrimas, Vera Lúcia, esposa do Tião.

Sebastião Geraldo Cardozo (Tião), presente!

Título: Fetec homenageia Sebastião Cardozo, vice-presidente da CUT-SP que morreu em março, Conteúdo: A Federação dos Bancários da CUT de São Paulo (Fetec-CUT/SP), em sua 19ª conferência prestou homenagem ao seu ex-presidente, Sebastião Geraldo Cardozo (Tião), dando seu nome ao evento. “Tião foi uma pessoa muito importante na construção da nossa estratégia de luta e também para o fortalecimento da federação”, afirmou emocionada Aline Molina, presidenta da Fetec-CUT/SP.   O companheiro Tião faleceu em março de 2017, aos 58 anos, vítima de infarto, na cidade de São José do Rio Preto, no interior paulista. “Só posso dizer que ele foi um verdadeiro paizão para todos os companheiros”, disse João Cayres, secretário geral da CUT/SP.   Em sua trajetória de luta pela classe trabalhadora foi presidente do Sindicato dos Bancários de Araraquara por dois mandatos (1987-1990 e 1993-1996) e da Federação dos Bancários da CUT de São Paulo (Fetec-CUT/SP) por três gestões (2001-2009). Tião assumiu a presidência da CUT-SP em janeiro de 2009 e conduziu o processo de transição até a realização do 12º CECUT, quando foi eleito secretário Geral da CUT-SP para a gestão 2009/2012. No 13º CECUT, foi reeleito ao mesmo cargo e, no 14º CECUT, foi eleito à vice-presidência da CUT-SP para a gestão 2015-2019. “O Tião nos deixou uma importante lição de que é preciso ter fraternidade com os companheiros. A disputa ideológica deve existir, mas acima de tudo deve existir respeito, fraternidade e muito bom humor”, lembrou Vagner Freitas, presidente nacional da CUT.   Os discursos foram todos em tons visivelmente emocionados e, muitas vezes, com lágrimas contidas. “Tive o prazer de acompanhar parte da trajetória do grande líder foi o Tião, que sempre esteve à disposição para a luta”, comentou Luiz Cláudio Marcolino, ex-deputado estadual.   Tião também foi homenageado com um filme apresentando momentos de sua trajetória frente da federação, o músico, Maurinho da Viola, tocou moda de viola, que o Tião tanto gostava. A família recebeu uma camisa do Corinthians, time do qual era torcedor fanático. “Agradeço a todos pela homenagem. Sei que o Tião continuará sempre presente no coração de todos”, concluiu entre lagrimas, Vera Lúcia, esposa do Tião. Sebastião Geraldo Cardozo (Tião), presente!



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.