Trabalhadores da Latasa conquistam 11% de aumento na PLR

Assembleia aprovou proposta que também tem melhorias nas metas de produção

Escrito por: Guilherme Moura - Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba* • Publicado em: 14/07/2017 - 11:18 Escrito por: Guilherme Moura - Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba* Publicado em: 14/07/2017 - 11:18

Guilherme Moura

Os trabalhadores da Latasa aprovaram nessa sexta-feira, dia 14, a proposta de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) com 11% de aumento sobre a proposta do ano passado.

O valor total poderá chegar a R$ 2.000. A primeira parcela, fixa de 50% desse valor, será paga em agosto, e a segunda parcela, com metas, em janeiro.

Segundo o dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, Francisco Sampaio, também foi possível melhorar as metas. “A gente conseguiu unificar o cálculo duas plantas, o que vai aumentar as chances dos trabalhadores atingirem as metas, porque a produção de uma vai compensar a outra”, disse.

O secretário de organização do sindicato, Odirley Prado, também participou das negociações. “Na Latasa tem comissão de PLR atuante, as metas são bastante discutidas e ano a ano a proposta tem avançado. Parabéns aos trabalhadores pela conquista”, disse.

A Latasa emprega 230 trabalhadores na reciclagem de alumínio.

Título: Trabalhadores da Latasa conquistam 11% de aumento na PLR, Conteúdo: Os trabalhadores da Latasa aprovaram nessa sexta-feira, dia 14, a proposta de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) com 11% de aumento sobre a proposta do ano passado. O valor total poderá chegar a R$ 2.000. A primeira parcela, fixa de 50% desse valor, será paga em agosto, e a segunda parcela, com metas, em janeiro. Segundo o dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, Francisco Sampaio, também foi possível melhorar as metas. “A gente conseguiu unificar o cálculo duas plantas, o que vai aumentar as chances dos trabalhadores atingirem as metas, porque a produção de uma vai compensar a outra”, disse. O secretário de organização do sindicato, Odirley Prado, também participou das negociações. “Na Latasa tem comissão de PLR atuante, as metas são bastante discutidas e ano a ano a proposta tem avançado. Parabéns aos trabalhadores pela conquista”, disse. A Latasa emprega 230 trabalhadores na reciclagem de alumínio.



Informa CUT-SP

Cadastre-se e receba periodicamente
nossos boletins informativos.